Leucemia X Coluna

A leucemia é o câncer pediátrico que mais comumente se manifesta com dor nas costas!

Estima-se que cerca de 10% das crianças com leucemia linfocática aguda (LLA) apresentem fraturas vertebrais, mas infelizmente seu índice de subdiagnéstico ainda é muito elevado.

O cirúrgiсo ortopédico deve ter um elevado índice de suspeição para uma investigação adequada e diagnóstico correto.

Os sintomas mais comumente associados à dor são palidez, cansaço, perda de apetite e febre; a criança também pode apresentar hematomas ou sangramentos anormais nas mucosas.

As radiografias iniciais nem sempre revelarão alterações, mas em alguns casos é possível identificar rarefação óssea, fraturas vertebrais por compressão e “linhas leucêmicas metafisárias”

Exames laboratoriais com alterações nas três linhagens celulares (anemia, plaquetopenia e leucopenia) devem levantar a suspeita diante de um quadro de dor na coluna que não melhora com analgésicos.

Nestes casos, a ressonância magnética pode ser bastante útil, identificando fraturas não visualizadas nas radiografias simples.

A quimioterapia dirigida por um hematologista ou oncologista pediátrico é a chave do tratamento!

O uso de órteses em associação com analgésicos são fundamentais para o controle da dor, prevenção de deformidades na coluna e reabilitação do paciente.

O tratamento cirúrgico raramente é necessário, ficando reservado para casos onde múltiplas fraturas levam a deformidades graves e potencialmente incapacitantes.

Com a orientação adequada do especialista, os pais devem participar ativamente do processo, auxiliando na recuperação da criança.