Doença de paget

A doença de Paget óssea é um distúrbio benigno, sistêmico, que altera a velocidade do metabolismo ósseo.

Ocorre destruição progressiva dos ossos (fase lítica), com posterior reconstrução (fase blástica).

Suas causas são pouco conhecidas. Fatores hereditários e ambientais são implicados como facilitadores da doença.

Na grande maioria dos casos a doença não gera sintomas, sendo diagnosticada incidentalmente através de uma radiografia feita por outro motivo qualquer.

A fosfatase alcalina é uma enzima que se encontra aumentada no sangue de pacientes com a doença de Paget óssea, sendo utilizada na confirmação do diagnóstico.

As vértebras são frequentemente acometidas, podendo sofrer fraturas na fase lítica; ou aumentarem de tamanho na fase blástica, quando comprimem a medula ou nervos, causando sintomas.

O curso da doença é benigno, com lenta progressão e raras complicações – como a transformação para o osteossarcoma (um tumor ósseo maligno).

Seu tratamento pode ser feito com medicamentos, como os bifosfonados e o acompanhamento periódico com o especialista é fundamental.

Não dê bobeira: consulte-se com um especialista!